Blog
“Rocco” encontra-se dividido entre dois mundos

A nova temporada de "Rocco" chegou à AMC e trouxe consigo uma série de novos mistérios para te entreter!

Rocco Schiavone tem um pé em cada um dos seus mundos, com os novos capítulos da segunda temporada. O detective mais controverso da televisão italiana está de regresso ao nosso país e promete não deixar de colocar a sua marca nos portugueses.

Schiavone é um policia irreverente, mas capaz de desvendar qualquer mistério. As suas actitudes perante os seus superiores nunca foram as mais aceitáveis, o que fez com que fosse deslocado até às encostas geladas de Aosta. Forçado a abandonar a vida citadina de Roma que tanto amava, Rocco vê-se obrigado a se habituar a um novo quotidiano.

Distanciando-se um pouco da primeira temporada, esta segunda temporada dá-nos a conhecer um pouco sobre a sua vida naquela que se destacou como a sua cidade de sonho, Roma. Este é um local que demonstra o conforto que Schiavone sente no seu papel de investigador e com os seus colegas de longa data, bem como os criminosos regulares que passavam pela sua antiga esquadra.

O dia-a-dia de Roma contrasta-se com a sua vida presente em Aosta, um lugar onde a sua relação com os colegas pouco cresceu desde que chegou, mas que começa a exibir sinais de dar frutos. Contudo, nem tudo parece estar a cair em desgraça, Rocco começa a habituar-se ao ar gelado dos Alpes e acaba mesmo por abrir as suas portas a Lupa, o cão rafeiro da sua rua.

Não percas os grandes mistérios da série com exibição marcada para todas as quartas-feiras pelas 22h10 no AMC.

O elenco da série conta com Marco Giallini (“Perdoem-nos as Nossas Dívidas”), Ernesto D'Argenio (“Políticos Não Se Confessam”), Francesco Acquaroli (“Fargo”), Isabella Ragonese (“A Nossa Vida”), Christian Ginepro (“A Incrível História de Giorgio Rosa”), Massimiliano Caprara (“Don Matteo”), Filippo Dini (“No Centro do Labirinto”), Massimo Olcese (“Infernet”) e Gino Nardella (“Todo o Dinheiro do Mundo”).

VÊ MAIS NO BLOG: “EL CHAPO” PREPARA-SE PARA DEMONSTRAR A FÚRIA DE JOAQUÍN GUZMÁN