Into the Badlands: Curiosidades sobre a série

Into the Badlands - corpo blogue (1)

Achas que sabes tudo sobre a série de artes marciais do AMC? Convidamos-te a descobrir melhor “Into the Badlands”!

És fã da série de artes marciais? Mas será que sabes tudo sobre “Into the Badlands”? Temos a certeza que há interessantes curiosidades sobre a série que talvez não conheças, por isso apresentamos-te alguns dos factos que possivelmente não sabias sobre “Into the Badlands”.

“Into the Badlands” é influenciado pelo cinema japonês
Para os fãs da série este facto não é uma novidade, uma vez que basta ver um episódio para perceber as influências dos produtores de “Into the Badlands”.
A produção do AMC é inspirada no livro “Journey to the West”, do escritor chinês Wu Chengen, publicado no século XVI. No entanto, os espectadores irão reconhecer mais facilmente os aspetos inspirados dos filmes japoneses e chineses. O co-criador da série descreveu “Into the Badlands” como uma “grande mistura e homenagem” ao cinema de Hong Kong. Os amantes das artes marciais encontrarão diversas referências ao género cinematográfico na produção televisiva.
Também Miles Millar, co-criador de “Into the Badlands”, afirmou que “Into the Badlands” é uma consagração à obra do japonês Akira Kurosawa e aos clássicos de John Ford.

A produção partilhou os mesmos locais de filmagens de séries de terror e de um filme de Quentin Tarantino
“Into the Badlands” foi gravada em Nova Orleães, Louisiana. A cidade não é a primeira opção quando se pensa numa série Western ou de artes marciais. Contudo, é uma escolha popular para vários filmes e séries, uma vez que proporciona belos cenários.
Os espectadores da série de certeza que deverão ter reparado que as paisagens parecem familiares. E não estão enganados, uma vez que “Into the Badlands” foi gravado na mesma área onde decorreram as filmagens de “Django: Unchained”.
Também na mesma zona foram filmadas duas series de terror – “American Horror Story: Coven” e “Scream Queens” – e duas produções sci-fi – “The Vampire Diaries” e “The Originals”.

O coordenador de artes marciais da série participou em “Kill Bill”
As sequências de artes marciais são um dos pontos fortes de “Into the Badlands”. A cada temporada, as cenas tornam-se mais bem encenadas e realistas. A pessoa responsável por este procedimento é Master Dee Dee Kuma’s (Huan-Chiu Ku), que tem recebido muitos elogios por ser instrutor de coreografias de luta na série.
No entanto, esta não é a primeira produção em que Master Dee Dee Kuma’s está presente. Antes de “Into the Badlands”, o instrutor de coreografias foi duplo em diversos filmes de Jet Li, e foi coreógrafo de múltiplos títulos, como “Hidden Dragon”, “Kill Bill” e “Matrix”.

O tema de abertura foi criado por um membro dos Linkin Park
Mundialmente reconhecidos, os Linkin Park já participaram nas bandas-sonoras de diversas produções. Mike Shinoda, o co-fundador da banda norte-americana, é o responsável pela composição das músicas, sendo a música para o filme “Transformers – Retaliação” a mais conhecida.
O artista é também o responsável pela composição da música de abertura de “Into the Badlands”.

A produção do AMC tem os mesmos criadores de “Smallville”
A série de artes marciais influenciada pelo cinema japonês surgiu pelas mãos da dupla responsável pela adaptação televisiva da banda-desenhada de Super-Homem.
Alfred Gough e Miles Millar, ambos responsáveis pela produção de “Smallville”, deram vida a “Into the Badlands”. A direção fica a cargo de David Dobkin (“Shangai Knights”).

PARTILHAR esta página: