“Gigantes”: Uma família disfuncional à procura de domínio e controlo

Aproxima-se o fim de “Gigantes”, poderás acompanhar os últimos episódios da série espanhola todas as quartas-feiras, pelas 22h10 no AMC.

Explorando as vidas e negócios da família Guerrero, “Gigantes” conta detalhadamente a história da luta de uma família que possui um dos negócios de tráfico de drogas mais eficazes e lucrativos do território espanhol. Cheio de amor e ódio fraternal, a série leva-nos por momentos de desconfiança e traição. “Gigantes” apresenta-nos uma família dividida através de um ponto de vista único, os Guerrero lutam por objetivos opostos, mas todos acabam por querer a mesma coisa, o controlo do enriquecedor negócio da família.

Apostando na violência e na mentira, os três irmãos – Tomás, Daniel e Clemente – colocam as suas vidas e aquelas dos seus familiares em perigo para conseguirem atingir o que desejam, não se preocupando com quem possam ferir no caminho.

Contudo, todo este conflito tem origem na forma como foram criados, educando os seus filhos com punho de ferro, Abraham Guerrero ensinou-os a ser brutais, a manipular e a recear quem possam ferir. Isto é algo que não é habitual numa família do mundo do crime, estes são geralmente apresentados como uma unidade forte e leal a apenas uma entidade – a suas famílias.

O elenco é composto por Daniel Grao (“Julieta”), Isak Férriz (“Knightfall”), Nene (“El tutor”), Yolanda Torosio (“Dreamland”), Sofía Oria (“Caronte”), Elisabet Gelabert (“Élite”), Xenia Tostado (“Alpha”), Eduard Farelo (“Com si fos ahir”), Roberto Enríquez (“El embarcadero”), Ariana Martínez (“Derecho a soñar”), e Josan Grau (“Malasaña 32”).

VÊ MAIS NO BLOG: OS CRIMES DE “CASSANDRE” CHEGAM AO AMC


PARTILHAR esta página: