Ash vs Evil Dead: Curiosidades sobre a série

Ash vs Evil Dead 1 - corpo blogue

És fã da sequela do franchise “Evil Dead”? Mas será que sabes tudo sobre a série de terror? Temos a certeza que há interessantes curiosidades sobre a série que talvez não conheças, por isso apresentamos-te alguns dos factos que possivelmente não sabias sobre “Ash vs Evil Dead”.

A SÉRIE NÃO IRIA EXISTIR
Originalmente, o objetivo de Sam Raimi era seguir “O Exército das Trevas” (1992) com um quarto filme. O plano seria seguir o final da longa-metragem anterior com uma história que se desenrolava em duas linhas temporais diferentes.
Contudo a complexidade do argumento levou a que o estúdio abandonasse a ideia do realizador. Desta forma, e devido à extensão do guião, os produtores decidiram tornar a história, que tinha sido reunida para um possível filme, numa série televisiva.
Se a primeira temporada fosse uma longa-metragem, esta teria cinco horas de duração.

SÓ DOIS ATORES SALTARAM DOS FILMES PARA A SÉRIE
Bruce Campbell voltou a dar vida à personagem que o tornou famoso 23 anos depois. Embora o ator tenha surgido no título de 2003, “Evil Dead”, Campbell apenas fez um cameo. O último filme em que o ator participou foi “O Exército das Trevas”.
Além de Campbell, só mais uma personalidade saltou das longas-metragens para a série do AMC. Ellen Sandweiss, que interpreta Cheryl, é a única atriz a voltar a dar vida à personagem do título de 1981, “A Noite dos Mortos-Vivos”.

COMPOSITOR DA TRILOGIA DE TERROR VOLTA PARA A SÉRIE
Joseph LoDuca, o conhecido compositor norte-americano, responsável pelas bandas-sonoras das séries “Xena: Warrior Princess” e “Hercules: The Legendary Journeys”, teve a seu encargo as soundtracks de vários filmes de Sam Raimi, incluindo a trilogia “Evil Dead”.
Depois de ter a seu encargo a música de “A Noite dos Mortos-Vivos”, “A Morte Chega de Madrugada” e “O Exército das Trevas”, o compositor regressou ao franchise de terror para criar a banda-sonora das primeiras duas temporadas de “Ash vs Evil Dead”.

MÚSICA OCUPA LUGAR IMPORTANTE NA SÉRIE
Além de contar com um compositor de renome na produção, as músicas que surgem na série do AMC são escolhidas com cuidados por Sam Raimi e Rob Tapert.
O objetivo dos produtores era selecionar canções das décadas de 70 e 80, uma vez que seriam as músicas que Ash ouvia antes do seu primeiro encontro demoníaco na cabana. Desta forma, as canções simbolizam a falta de crescimento e de maturidade por parte do protagonista desde aquela noite.

UNIVERSAL PICTURES APENAS CEDEU OS DIREITOS DO FILME POSTERIORMENTE
“Ash vs Evil Dead” é uma sequela direta da trilogia “Evil Dead”, uma vez que decorre 30 anos depois dos eventos do último filme. Contudo a última longa-metragem teve de ser fortemente ignorada na primeira temporada da série do AMC, uma vez que a Universal Pictures não cedeu os direitos do filme.
Desta forma, a série teve de encontrar formas alternativas para resolver certas dúvidas relativas a elementos e eventos que pertenciam à produção cinematográfica.
Contudo, devido ao buzz criado pela série que se estendeu para a trilogia cinematográfica, o estudo de cinema cedeu os direitos do filme para as temporadas seguintes de “Ash vs Evil Dead”.

PARTILHAR esta página: